Competências pedagógicas e socioafetivas de tutores a distância na percepção de alunos

  • André Tenório Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)/Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Lucinere de Souza Quintanilha Carvalho Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Ivonete Pereira Vital Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Thaís Tenório Universidade Federal Fluminense (UFF)

Resumo

Resumo: O emprego de tecnologias de informação e comunicação baseadas na internet modificou o processo de ensino-aprendizagem a distância e tornou o tutor uma figura importante. Conhecer, com base na percepção do aluno, os efeitos de competências tutoriais na aprendizagem pode indicar ações a serem valorizadas e, consequentemente, formas de aprimorar a atuação profissional. Nesse estudo de caso, dez alunos de graduações de uma universidade particular a distância do estado do Rio de Janeiro responderam a um questionário sobre os efeitos de competências tutoriais pedagógicas e socioafetivas na aprendizagem. Para os pesquisados, a atuação tutorial contribuiria para a aprendizagem, contudo, requeria comunicabilidade, flexibilidade, empatia e ética. Essas características auxiliariam o tutor a promover a interação entre os cursistas, apoiada na motivação, na aceitação e no respeito mútuo. De modo geral, as ações tutoriais reputadas mais importantes para mediar à aprendizagem foram: informar os critérios de avaliação do curso, ajudar com dificuldades de aprendizagem e estimular posturas autônomas. Já uma ação bastante prejudicial seria demorar a responder dúvidas. Na percepção dos alunos, diversas competências tutoriais pedagógicas e socioafetivas ajudariam na aprendizagem, mas por si só não assegurariam a construção de conhecimento, dependente, principalmente, do esforço individual do estudante.

Palavras‑chave: Educação a distância. Competências. Aluno.


Abstract: The instructor became an important figure in e-learning. Knowing the perceptions of students about the influence of the virtual teaching competencies in learning can point out the best attitudes and guide better approaches to improve professional performance. This case study sought to identify the effects of the instructor’s pedagogical and socio-affective competencies to the learning process. Ten students engaged in e-learning college degree programs of a private university of Rio de Janeiro State (Brazil) answered a questionnaire. The subjects asserted the contribution of virtual teaching activities to learning. Nevertheless, communicability, flexibility, empathy and ethics would be needed for good performance of the instructor. To them, these skills would be valuable in promoting interaction among classmates through motivation, acceptance and mutual respect. The instructor role would be especially important during the mediation, to inform the assessment criteria, to assist with learning difficulties and to stimulate autonomous attitudes. Slow responses from the instructor to doubts would hamper learning. In subjects’ view, several pedagogical and socio-affective competencies would aid in learning, but student’s individual efforts remain the sole assured way to get success in the e-learning.

Keywords: E-learning. Competencies. Student.

 

 


Biografia do Autor

André Tenório, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)/Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF). Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ). Colaborador do Laboratório de Novas Tecnologias da Universidade Federal Fluminense (LANTE/UFF). Rua Senador Furtado, 121 a 125, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Lucinere de Souza Quintanilha Carvalho, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EaD pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professora do município de Resende e do estado do Rio de Janeiro. Rua Mário dos Santos Braga, s/n, Valonguinho, Niterói, RJ, Brasil.
Ivonete Pereira Vital, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EaD pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professora do município de Volta Redonda e do estado do Rio de Janeiro. Rua Mário dos Santos Braga, s/n, Valonguinho, Niterói, RJ, Brasil.
Thaís Tenório, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutora em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Colaboradora do Laboratório de Novas Tecnologias da Universidade Federal Fluminense (LANTE/UFF). Rua Mário dos Santos Braga, s/n, Valonguinho, Niterói, RJ, Brasil.
Publicado
2015-02-26
Seção
Dossiê | Educação a Distância