Política de fomento ao cinema

a questão do estímulo à regionalização da produção de filmes no Brasil

  • Fernando Gimenez Universidade Federal do Paraná

Resumo

A Agência Nacional de Cinema (ANCINE) tem envidado esforços de regionalização da produção e comercialização do audiovisual nacional. O texto descreve a evolução da produção fora do eixo Rio-São Paulo, com base em dados da ANCINE sobre filmes lançados nas salas de cinema. Houve aumento no número de filmes produzidos, assim como o número de unidades da federação que têm produzido filmes lançados nas salas de cinema. No entanto, o desempenho desses filmes, em termos de público, tem sido oscilante e desproporcional em relação à proporção dos filmes. Sugerem-se políticas de fomento ao cinema nacional com um caráter mais amplo.

Publicado
2021-08-26
Seção
ARTIGOS E ENSAIOS