Mediações fonográficas: uma análise dos negócios, regulações, usos e apropriações das tecnologias no contexto de ascensão de uma indústria da música

  • Henrique Ramos Reichelt Universidade Federal Fluminense (UFF)
Palavras-chave: Indústria da música. Tecnologias da informação e da comunicação. Mediações musicais.

Resumo

O presente artigo investiga a configuração das mediações musicais ocorridas ao longo do final do século XIX e início do XX, a partir do surgimento dos primeiros dispositivos de reprodutibilidade sonora. Em uma perspectiva histórica, são abordadas disputas entre empresas produtoras de aparelhos, gravadoras de discos e emissoras de rádio em função da regulação, da formação de seus mercados e das condições de apropriação dos ouvintes.

Biografia do Autor

Henrique Ramos Reichelt, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Mestre em Comunicação Social pela UFF, cursou Master em Sociologia, Arte, Cultura e Mediações Técnicas na Universidade Pierre Mendès France (Grenoble II), na França. Membro do LabCULT - Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação.
Publicado
2012-08-05