Movimento dos Atingidos por Barragens: sujeitos e Formações Discursivas na abordagem sobre a Usina Hidrelétrica Estreito no site do MAB

  • Ligia Regina Guimarães Clemente Universidade Paulista
  • Carla Reis Longhi Universidade Paulista/Universidade Católica de São Paulo

Resumo

Este artigo busca desvendar como o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) constrói as Formações Discursivas sobre o Estado, o Mercado e sobre a própria sociedade civil. São analisadas 10 notícias publicadas no site institucional www.mabnacional.org.br sobre a instalação da Usina Hidrelétrica Estreito, no período de 2010 a 2013, com aporte teórico metodológico sobre discurso baseado em Michel Foucault. Percebe-se nas recorrências desse discurso que o MAB, como porta-voz das famílias atingidas, constrói os objetos nos conflitos enfrentados pelos atingidos e ações de resistência do Movimento, prioriza as vozes de suas lideranças, cobrando o Mercado e pressionando o Estado.

Publicado
2016-11-25