“Nunca foi tão difícil como agora defender a democratização dos meios”: entrevista com Luís Ramiro Beltrão

  • Gislene Moreira
Palavras-chave: Demorcratização, Comunicação de Massa, Meios de Comunicação de Massa,

Resumo

No último dia 21 de abril, o pioneiro a denunciar os perigos da concentração mediática na América Latina nos anos 70 protagonizou um novo momento histórico. Aos 80 anos, Luís Ramiro Beltrão doou sua biblioteca pessoal, seus documentos e medalhas à Universidade Católica Boliviana, mantendo viva a memória do pensamento crítico das políticas de comunicação no continente. Em entrevista exclusiva, ele fala dos desafios contemporâneos, das políticas das novas esquerdas, e convoca à renovação do pensamento e da luta pela democratização mediática.

Biografia do Autor

Gislene Moreira
Doutoranda em Ciência Política na FLACSO-México, membro do Grupo de Pesquisa CEPOS (apoiado pela Ford Foundation) e mestre em Cultura e Sociedade pela UFBA
Publicado
2011-10-03