SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: NOTAS SOBRE O COTIDIANO DE ARACAJU APÓS O ATAQUE DO U-507 (1942-1945)

  • Andreza S. Cruz Maynard Universidade de Pernambuco
  • Dilton C. S. Maynard

Resumo

Este artigo apresenta alguns desdobramentos da série de ataques realizados pelo submarino alemão U-507 entre os estados de Sergipe e Bahia, em agosto de 1942. O  acontecimento serviu de estopim na declaração de guerra do Brasil à Alemanha e afetou  não apenas a vida política nacional, mas o próprio cotidiano de Aracaju nos dias da Segunda Guerra Mundial. Entre a documentação utilizada, privilegiamos os relatórios produzidos pelas autoridades locais no episódio dos torpedeamentos, além de jornais, revistas, livros de memórias, depoimentos em vídeos e processos-crimes. O estudo levanta questionamentos sobre como se viveu a Guerra, propondo assim uma leitura mais ampla da História Política, buscando ampliar as poucas informações sobre os destinos dos náufragos, os efeitos de curto e médio prazo na vida da população, as transformações em um espaço afastado do teatro de guerra após os ataques submarinos ocorridos em Sergipe durante o maior conflito do século XX.
Publicado
2019-07-31